POR QUE AGORA E JUSTAMENTE HOJE ?

Era 19 de Outubro. Dentro do confortável avião, Classe Executiva,  Vôo American Airlines, sinais de apertar os cintos e desligar eletrônicos foram anunciados.  Preparando pra decolar, se podia ouvir o barulho mais intenso das turbinas. Era uma noite quente de primavera e véspera do aniversário dela. Rumo a uma viagem não planejada,  mas que foi  presenteada pelo UNIVERSO (como tantas outras coisas de sua vida), ela já sonhava com todas as comemorações, passeios por lugares maravilhosos e todo clima de euforia que férias surpresa trazem. Sem medo de voar, essa sensação de partir pra outros rumos; era sempre excitante. Já no ar, ela começou a explorar tudo que tinha disponível, dando prioridade para assistir filmes, porque eles fazem as muitas horas de vôo passar mais rápido, já que não queria dormir.

Após várias horas de vôo, bem além da meia noite, faltando não muitas horas pro destino, ela, acostumada a voar, começou a perceber uma movimentação diferente dos comissários. Um passageiro que levantou, foi com firmeza orientado à voltar a sentar.  Sinais de afivelar os cintos apareceram. O avião entrou em uma turbulência desconfortável.  Muitos que dormiam, foram sacudidos tão fortemente; que acordaram assustados. Outro passageiro levantou e informou que iria ao banheiro. O tom firme da comissária para que se mantivesse em sua poltrona, foi  incompreensível porque, ninguém pode conter a vontade de usar o banheiro mas….. ele insistiu e não voltou, o que levou a comissária apressada ao interfone.  Foi então que…. Uma voz firme e com tom educadamente intimidador,  ecoou pela aeronave, era o comandante  informando que… ””todos deveriam seguir os procedimentos de segurança, se manter em suas poltronas,  com cintos afivelados,  por estarem sobre forte área de instabilidade com turbulências que poderiam requerer procedimentos de emergência””.  UAU!!!!  Os solavancos começaram a ficar cada vez mais desesperadores. 

Em pouco tempo, ela sentiu uma agonia assustadora, como jamais antes experimentada em qualquer outra condição de turbulência. A sensação era de que; por mais aperfeiçoada que fosse a tecnologia; em relação às leis da física, àquelas turbulências; desafiavam qualquer sensação de otimismo e esperança de que iriam parar.  Ela começou a se estressar com pessoas desesperadas a sua volta. Era um coral de “”ai meu Deus e de orações com desespero explicito””. Uma sensação nunca antes experimentada começou a invadir seu corpo e mente. Era 20 de outubro. Dia do seu aniversário.  Um turbilhão de pensamentos frenéticos passavam na velocidade de um ciclone por seu pensamento…

 “”mais uma primavera. Primavera lembra flores, mas seriam as flores agora para seu túmulo? Como assim? Com uma fusão de Humor e Terror; em seu pensamento surgia a imagem de sua lápide, com estrelinha e cruz com a mesma data de dia e mês,  apenas anos diferentes de nascimento e morte. Que ironia desagradável. Aquela viagem se tornaria sua última experiência terrena? Mas… POR QUE AGORA E JUSTAMENTE HOJE ?…   Essa coisa de todos comentarem que ao morrer; a vida toda passa num segundo, estava acontecendo. Estava ali, com alguns poucos amigos, muitos desconhecidos, nenhuma das pessoas que amava pra se despedir e toda sua vida passando veloz em poucos segundos. Como poderia dizer que amava e se despedir dos que gostaria? E aquelas coisas todas que ainda planejava fazer? Não podia ser verdade que aquilo estava acontecendo. Pensava…Eu não quero morrer aqui, nem agora, nem hoje. Hoje é o meu ANIVERSÁRIO! Ninguém vai cantar parabéns pra mim? Onde esta Deus que não para estas turbulências e estabiliza este avião? Eu deixei um montão de coisas pra fazer na volta da viagem. Meus planejamentos e projetos de trabalho, estão no meu computador, isso significa que ainda tinha que ter tempo (de vida) pra executá-los. 

Toda força mental não estava sendo suficiente para superar aqueles momentos de explícita finitude incontestável, principalmente ao ver a fisionomia da comissária afivelada em sua poltrona. Cada milésimo de segundo; pareciam horas e estes pensamentos relatados; não foram nem a mínima fração de todos que varreram seu pensamento; alucinadamente. Sabemos que a vida pode mesmo terminar sem nenhuma previsibilidade, mas vivenciar esta realidade, assim,  iniciando uma viagem de férias; pra comemorar o aniversário; não tem graça.  Partir na mesma data em que chegou neste planeta? E o pior,  é que ela por muitas vezes, observava que morrer relativamente próximo da data de nascimento, é bem comum, mas no dia exato era muita ironia.  

Após um tempo, que até a memória se nega relembrar,  porque foi sinônimo de eternidade, tudo foi se estabilizando. Aos poucos, as terríveis turbulências foram diminuindo. A sensação de PÂNICO foi sumindo. Uma vontade de beber água surgiu,  pra compensar a secura do medo na boca. Os músculos tensos foram relaxando. Os pés voltaram a tocar o chão.  As costas voltaram a sentir o encosto da poltrona. A visão pareceu voltar ao normal e a mente retomou sua sanidade.  Ninguém mais dormia e todos pareciam ter ACORDADO PRA VIDA novamente.  Alguns se abraçavam. Outros,  xingavam aliviados. Uma energia muito forte estava no ar. Foi por este momento que ela lembrou que era madrugada de 20 de Outubro. A madrugada mais desejada que jamais tinha vivido, entre tantas outras que adorava passar acordada.  

Naquela madrugada, tudo mudou,  de uma forma tão definitiva e irreversível, que nem é possível descrever, tanta certeza estabelecida naquele momento.  Foi como se o UNIVERSO tivesse sacudido seu SER para REconhecer incontestavelmente, que estava ali, naquele momento, naquele Vôo,  mais uma LINHA DIVISÓRIA em SUA VIDA. Uma experiência inesquecível. 

Você já passou por algo assim? Algo pra te sacudir pra consciência da necessidade do imediatismo da vida? Ter consciência de não deixar nada para amanhã? Deixar de ficar Planejando demais e fazendo de menos? Ficar achando que você tem o controle das coisas? Achar que tudo vai ser como imagina?  Alguns passam por experiências traumáticas para conseguirem mudar suas vidas completamente. Mas não precisamos disso, se aproveitarmos esta consciência transmitida em tantos bons conteúdos, para coloca-los em AÇÃO na nossa VIDA e mudar o rumo do nosso DESTINO ao encontro da nossa REALIZAÇÃO.  Faça a pergunta do título deste artigo, pra você AGORA, de uma forma diferente….

“”  POR QUE AINDA NÃO ESTOU FAZENDO AGORA E JUSTAMENTE HOJE,  O QUE PRECISO FAZER PRA MUDAR MINHA VIDA ?  “”Sim, O avião não caiu, estou aqui contando esta HISTÓRIA REAL pra vocês. O nome da personagem desta historia é Sonia Garcia. Sim, isso aconteceu exatamente desta forma e comigo alguns anos atrás.  Foi neste dia que fiquei ainda mais grata à Deus e ao Universo, pela oportunidade de seguir meus propósitos de vida.  Reforcei ainda mais meus objetivos de querer transformar a vida das pessoas pra melhor, porque sabemos, mas muitas vezes esquecemos,  que a VIDA REAL só existe em um único tempo, no nosso HOJE.  Este PRESENTE, que você recebe a cada manhã. Todo resto, são lembranças do passado ou expectativas do futuro, são tempos que não existem.   LEMBRE que seu livre arbítrio e suas escolhas, CRIAM a sua REALIDADE a partir das suas AÇÕES.  Não fique OBESO de   CONHECIMENTO e DESNUTRIDO de ATITUDE. 

Sonia Garcia Diretora Executiva da UNIVERSO Consultoria & Serviços. 

Especialização em PNL Practitioner

Especialista em Gestão de Pessoas

Contato:55 21 99759-7489

[email protected]

@[email protected]

YouTube: Universo da Sonia Garcia  

Sonia Garcia

Mulheres in Rio © 2020. Todos os diretos reservados.  Desenvolvido por Veronique Sales